Livro 'velho' é uma das antiguidades mais rentáveis

Publicado por Paula Ferreira em

 " O livro novo pode estar na moda, mas os livros mais velhinhos e os manuscritos, que apaixonam dois a três milhares de portugueses, 'são o segundo investimento mais rentável no mercado das antiguidades, logo depois da pintura'. O leiloeiro Pedro de Azevedo recorda casos de livros que duplicaram o preço em cinco anos e o livreiro José Vicente acredita que, nesse período de tempo, já se conseguem valorizações de 30% ou 40%. Não havendo fórmulas para aprender a comprar bem, é essencial procurar informação, falar com especialistas e, simplesmente, aproximar-se deste pequeno mundo. A paciência irá tratar do resto.(...)

Em Portugal circulam dois a três milhares de investigadores, coleccionadores ou investidores em busca do livro antigo. Aquele livro que, por motivos de gosto ou valor, fica calmamente arrumado numa estante, à espera da valorização. Investir em livros nunca é uma aposta a curto prazo e, "à semelhança do que se passa no mercado bolsista", encerra algum risco. Comprar uma obra implica ter cuidado e pesar alguns critérios. E a raridade nem sempre é o principal. "O mais importante é o conteúdo, conhecer o valor literário, artístico, histórico ou cultural. (...)"

In Diário de Notícias por Diana Mendes

Compartilhe esta publicação



← Publicação anterior Publicação seguinte →


2 comentários

  • Muito boa esta fotografia, bem como todas as outars.Anceio por encontrar um camalee3o para o fotografar, mas ne3o tenho tido sorte.Continuae7e3o de boas fotografias!Abrae7o.

    Meena em
  • Extraordine1rio. Ne3o duvido por um moemtno, que se este livro tiver uma edie7e3o portuguesa se torne rapidamente um best-seller, pelas mais elementares e presentes razf5es.

    Canal em

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados.