FARMACOPEIA PORTUGUESA

16161-L2
  • 165,00 €


PHARMACOPÊA PORTUGUEZA. Edição Official. Lisboa. Imprensa Nacional. 1876. 16x24 cm. LIII-I-547-I págs. E.

“Tendo a commissão nomeada por decreto de 15 de novembro de 1871 feito subir á minha real presença o projecto de pharmacopêa geral do reino, que foi encarregada de elaborar; e attendendo a que no mesmo projecto estão convenientemente consideradas e aproveitadas as indicações das sciencias applicaveis, no seu progressivo desenvolvimento, o que torna esta obra recommendavel para o ensino e pratica da pharmacia em harmonia com as exigencias da epocha: Hei por bem conceder a minha real approvação ao mencionado projecto, e determinar que, sob a denominação de Pharmacopêa portugueza, fique subsituindo para todos os effeitos legaes o ‘Codigo pharmaceutico lusitano’ approvado por decreto de 6 de outubro de 1855 e 14 de fevereiro de 1861 (...)”

Primeira edição da terceira farmacopeia geral portuguesa, cuja comissão, nomeada por decreto,  era composta por nomes ilustres da medicina portuguesa como os de Bernardino António Gomes,  Francisco José da Cunha Vianna, José Thomás de Sousa Martins, José Tedeschi, Joaquim Urbano da Veiga, Pedro José da Silva, etc.

Encadernação da época, com lombada em pele, apresentando desgaste. Assinatura de posse, antiga, no frontispício.