COLÓNIA DE MOÇAMBIQUE — A AGRICULTURA - Loja da In-Libris

COLÓNIA DE MOÇAMBIQUE — A AGRICULTURA

19635
  • 20,00 €


VIEIRA (C. de Melo).— COLÓNIA DE MOÇAMBIQUE — A AGRICULTURA. Publicada pela Comissão Encarregada da Representação da Colónia. (Imprensa Nacional de Moçambique. Lourenço Marques).  Exposição Colonial Portuguesa. Porto. (1934). 17x24,5 cm. 40 págs. B.

Alguns dos capítulos: Situação geográfica; Regime Administrativo; Orografia; Hidrografia; Clima; Vegetação Espontânea; Etc.

Profusamente ilustrada, nomeadamente com um mapa, impresso em folha desdobrável.

 

A 1ª Exposição Colonial, realizada no Palácio de Cristal, na cidade do Porto em 1934, tinha como objectivo fazer propaganda ao Estado Novo dando a imagem de que este era um regime moderno e activo num Portugal Imperial.

“Henrique Galvão em Janeiro de 1934, entrevistado pelo jornal O Século, expõe claramente os objectivos da Exposição: propagandear a nova política colonial como obra do Governo (leia-se Salazar e o Estado Novo). Diz Henrique Galvão, Director-Técnico (Comissário) da Exposição:

‘A Exposição não inaugurará uma nova política colonial. Será uma consequência – não será uma causa. A nova política colonial é obra do Governo e a Exposição Colonial Portuguesa é um capítulo dessa obra, em matéria de propaganda. No entanto, se me perguntar se a Exposição Colonial pretende ser uma expressão viva, animada e didactica da nova política colonial portuguesa, dir-lhe-ei, sem hesitar, que sim e que é esse um dos seus objectivos.’ (...)”.

Com inúmeros eventos, desde os pavilhões das respectivas colónias, às diversas publicações, Jornais criados para o efeito, Álbuns da Exposição, etc., encontram-se igualmente a publicação de monografias, alocuções, conferências e textos de diversa ordem vindos a lume com a chancela das edições da 1ª Exposição Colonial Portuguesa, documentos importantíssimos para a história.

Assinatura de posse na capa da frente da brochura. Alguns picos de acidez em algumas passagens da obra.