Gravura - TRIPEIRO (O)

TRIPEIRO (O)

07422-L2
  • 2.500,00 €


O TRIPEIRO. Repositório de noticias portucalenses. Director: Alfredo Ferreira de Faria (e muitos outros depois). Porto. (Tipografias diversas) 1908-1993. 47 vols. 24,5x34,5 cm.  E.

Publicação de assuntos exclusivamente consagrados ao Porto, abordando os mais diversos ramos da sua história, usos e costumes, literatura, arte, biografia, curiosidades, etc., tratados pelos mais prestigiados escritores.
A primeira série, constituída por três volumes (108 números), foi dirigida por Alfredo Ferreira de Faria, e teve participação de nomes como: Adolfo Loureiro, Alberto Bessa, Alberto Pimentel, António Cruz, Anselmo Braancamp Freire, Pedro Vitorino, Pinheiro Chagas, Ramalho Ortigão, Sousa Viterbo, Ricardo Jorge, etc.
A segunda série, doze números, manteve a direcção da primeira, acrescentando-se aos colaboradores Carlos de Passos António Arroio. A terceira série é constituída por 50 números,  e contou com colaboração de António Cruz Alberto Meira, Augusto Pires de Lima,  Cláudio Basto, Magalhães Basto, Júlio Brandão, Mendes Correia, entre outros, A quarta série, dirigida por Emanuel Ribeiro (do 171 ao 182); inclui colaborações de Cláudio Basto, Kol d’Alvarenga e Pedro Vitorino, nomes ligados também à revista Portucale. A quinta série entre Maio de 1945 e Abril de 1960, foi dirigida por Magalhães Basto e António Sardinha. Nela colaboraram, Augusto César Pires de Lima. Américo Pires de Lima, Diogo de Macedo, Henrique de Campos Ferreira Lima, Magalhães Basto entre outros. Teve ainda como ilustradores: Alberto Sousa, António Carneiro, Amarelhe, Carlos Relvas, Dórdio Gomes, Eduardo Malta, Henrique Pousão Joaquim Lopes, Marques Oliveira, Sebastião Sanhudo, Soares dos Reis, etc. A sexta série, publicada entre Janeiro de 1961 e Dezembro de 1972, foi dirigida por Eugénio da Cunha Freitas e António Sardinha e teve colaboração de, entre outros, Campos Monteiro, Cruz Malpique, Hernâni Cidade, Júlio Dantas.
Em 1973 foi dado a lume um número comemorativo da Aliança Luso-Britânica.  Em 1981, sob a direcção de António Cruz, foi apresentada uma Nova Série, que veio a lume com o nº0 e continua até hoje. Paulo Samuel e Alfredo Ribeiro dos Santos publicaram vários textos valiosos sobre a ‘Renascença Portuguesa’, sobressaindo ainda  as colaborações de Cruz Malpique, Flórido de Vasconcelos, Jorge Fernandes Alves, Maria das Dores Pacheco e Pinharanda Gomes, entre muitos outros.

Colecção completa até 1993, revestida de encadernações editoriais incluindo as das primeiras séries.
Lombada do primeiro volume cansada. 


A sua opinião conta!