TEORIA GERAL DO ATRASO PORTUGUÊS

TEORIA GERAL DO ATRASO PORTUGUÊS

08165-L


COELHO (Alexandre).— TEORIA GERAL DO ATRASO PORTUGUÊS. Edição do autor. Lisboa. (1973). 15x21 cm. 262-VI págs. B.

“(...) É em síntese, a Teoria Geral do Atraso Português, um esboço, um ponto de partida para um trabalho mais vasto e ambicioso, que abarque todos os pontos fulcrais que estão na base do desenvolvimento do país, ou antes, que impliquem na diminuição do atraso que nos separa ou afasta dos países mais adiantados em todos os sectores das actividades humanas. Se se reparar bem não lhe chamámos Teoria Geral do Subdesenvolvimento Português. E não lhe demos esse título porque segundo a nossa opinião poderá haver ‘atraso’ global de um país, juntamente com um desenvolvimento em certos sectores das suas actividades, assim como poderá haver ‘crescimento económico’ sem que isso obrigue necessàriamente a que haja desenvolvimento económico (...)”.