REVISTA DE PORTUGAL

REVISTA DE PORTUGAL

18112-L2
  • 300,00 €


REVISTA DE PORTUGAL. Director: Vitorino Nemésio. Secretário: Alberto de Serpa. Coimbra. 1937-1940. (Porto. Imprensa Portuguesa). 10 números. 16,5x24,5cm. B.

“Não vamos traçar nenhum programa. O nosso melhor programa seriam vinte ou trinta a nos de vida e de realizações de cultura universal e portuguesa. E, envelhecidos, passar o facho adiante, em vez de deixá-lo apagar por fraqueza ou egoísmo de geração. (...) Assim passados já dez ou quinze anos de iniciação e prática intelectual para os mais velhos de nós, a Revista Portugal será o ponto de encontro dos escritores e artistas portugueses agora em plena actividade, com afirmações suficientes para garantirem desde um mínimo de idoneidade, e aquele perfil ou personalidade (pequena ou grande, não importa) que é condição indispensável para que haja Literatura e Arte num país. Juntam-se a nós, com um raro desinterêsse e sentimento do convívio, alguns dos melhores escritores brasileiros de hoje, nossos irmãos na linguagem e nas origens históricas, pioneiros de uma literatura autónoma que cresce dia a dia em originalidade e fôrça (...)” — retirado de Jornal (Revista de Portugal pág. 151 do 1º volume).

“(...) Retomando um título que fez época, e refiro-me à publicação de Eça de Queirós de finais do século passado, a Revista de Portugal estava bem estruturada, revelando um projecto indubitavelmente amadurecido. Era constituida por uma primeira parte consagrada à criação e à teorização literárias; seguia-se uma secção, ´Perspectivas’, que equacionava realizações da época (congressos, exposições, concertos, etc.,), (...) A revista constitui um arquivo marcante da literatura portuguesa, dando a conhecer documentos inéditos de nomeadamente Alexandre Herculano, Álvaro de Campos, Antero de Quental, António Nobre, Camilo Pessanha, Fernando Pessoa, Fialho de Almeida, Raul Brandão, (...)”. — retirado de Dicionário da Imprensa Periódica Literária Portuguesa do Século XX, de Daniel Pires.

Esta apreciada revista teve como colaboradores alguns dos mais conceituados escritores contemporâneos, como: Mário de Sá-Carneiro, Afonso Duarte, António Sérgio, José Régio, Casais Monteiro, Miguel Torga, Carlos Queirós, Ribeiro Couto, Pascoaes, Vitorno Nemésio, Adolfo Casais Monteiro, Agostinho da Silva, Alberto de Serpa, António José Saraiva, entre muitos outros.

Colecção Completa.

Capas da brochura amarelecidas e com algumas manchas de acidez, próprias do papel.