POETAS NOVOS DE PORTUGAL

POETAS NOVOS DE PORTUGAL

20270-L2
  • 30,00 €


MEIRELES (Cecília) (Sel. e Prefácio).— POETAS NOVOS DE PORTUGAL. Dois Mundos Editora, Lda. Rio de Janeiro. (1944). 14x21,5 cm. 315-III págs. B.

“Destinam-se estas palavras ao leitor brasileiro privado do contacto com a leitura viva de Portugal. Para êle foram seleccionadas estas páginas, com o intuito de oferecer-lhe um resumo da obra de grandes poetas recentes e actuais, cujo conhecimento se tem feito difícil no Brasil, ou porque seus livros não venham até aqui, ou porque suas produções circulem apenas em revistas, e, efémeras, se dispersem. Não se encontram no índice desta antologia alguns grandes nomes da poesia portuguesa contemporânea. Simplesmente porque esta não é, na verdade, uma antologia de ‘poetas contemporâneos’, mas apenas de ‘poetas novos’ (...)”.— retirado do Prefácio.

Do índice: Camilo Pessanha e o Grupo de Orpheu — Camilo Pessanha, Afonso Duarte, Luiz de Montalvor, Alfredo Pedro Guisado, Mário de Sá-Carneiro, Côrtes Rodrigues, Ângelo Lima, Fernando Pessoa, Ricardo Reis, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, João de Castro Osório, João  Falco, Fernanda de Castro. Da “Presença” aos Poetas mais Novos —  José Régio, Vitorino Nemésio, António Botto, Pedro Homem de Mello, Branquinho da Fonseca, Alberto de Serpa, Carlos Queiroz, Miguel Torga, Adolfo Casais Monteiro, António de Navarro, António Pedro, António de Souza, Francisco Bugalho, Saul Dias, João Campos, Manuel da Fonseca, Ruy Cinatti, Tomaz Kim, Joaquim Namorado, Mário Dionísio, João José Cochofel, Fernando Namora, Jorge Sena Natércia Freire, Augusto dos Santos Abranches.

Ilustrado com retratos de alguns dos poetas em folhas intercaladas no texto.

Pequena rubrica de posse no canto superior esquerdo da página 100.