POESIA DE RIBEIRO COUTO (A)

POESIA DE RIBEIRO COUTO (A)

20175-L2
  • 25,00 €


MONTEIRO (Adolfo Casais).— A POESIA DE RIBEIRO COUTO. Edições "Presença". 1935. (Porto). 14x19,5 cm.  44-IV págs. B.

“O público inumerável, o chamado grande público, aquele que lê mal, ou nem lê e fixa as fórmulas, os mots-d’ordre, as definições que apanha no ar, pensa que a revolução poética dêste século consistiu em transformações de forma, em desprezar ritmo e rima, pontuação, sintaxe, e em erigir em dogma — o mau leitor julga sempre que só para estronizar outro se apeia um dogma — a plena liberdade, o arritmismo, o desvairamento, a desordem. O cáos, em suma! Ai dêle, sempre dominado pelo culto da definição! (...)”.— retirado da Introdução

Das muito apreciadas edições «Presença». Tiragem limitada a 500 exemplares.

Pequena rubrica de posse no canto superior esquerdo da página 44.