PETIZ (O)

08449-L2
  • 350,00 €


O PETIZ. SEMANARIO LITTERARIO. Director: Eduardo da Motta Ribeiro Junior. Porto. 1884-1887. 21x32,5 cm. 172 números E.

“O titulo de per si diz tudo. É portanto pequeno no formato, na narrativa dos accontecimentos e tambem o será nas suas novellas ou historietas. Tambem o que se havia de fazer, não tendo nós pano para mangas? Era encaixar a Sé na Misericórdia. Com a nossa pequenez, qual creança de peito, havemos com certeza, e seguindo as leis da natureza, de crescer e então conversaremos. Quando agora dizemos — venha para a minha porta, mais tarde, com arreganho de Ferrabraz, seremos nós que perguntamos: quem é, o que quer e para onde vai? Então sim. Quando o buço nos obrigar  a parchear as faces, e cigarro brejeiro nos tostar os dedos, o decilitro nos alegrar o espirito e nos dér fumaças, verão o que é um homem. Ainda bem um escandalosito não se tenha consumado, já nós com o nosso latego zurziremos os devassos; tambem, verdade, verdadinha, o que fôr digno de louvor, ha de ser encarecido com os fumos do nosso thuribulo. Para encortar razões: O nosso bilhete de apresentação está feito e quem gostar d’elle, gostou e quem não gostar, que se resigne. Deus super omnia.”

Publicação que a partir no terceiro número passa a ter como subtítulo: Semanario Litterario e Noticioso, e desde o nº 121: Semanario Noticioso Litterario e Charadistico.

Colecção completa (172 números) e que termina desta forma: “Foi em 1884, que começou a ter nome este Petiz, pois que já n’essa epocha então de infancia que elle encetou a sua publicação. Decorreram annos e ele foi crescendo e espigando (...) O Petiz suspende hoje a sua publicação; não quer isto dizer que morra  de vez(...)”.

De muito raro aparecimento no mercado alfarrabista.