NA HORA QUE PASSA...

NA HORA QUE PASSA...

10371-L2
  • 25,00 €


SARMENTO (António).— NA HORA QUE PASSA... Livro de um novo para os novos — escrito dum fôlego — e dedicado à geração nova rèpublicana de Portugal. Famalicão. Tipografia Minerva. 1931. 13x19,5 cm. 145-III págs. B.

Do Preâmbulo : “O livro que aí fica, (...) é um grito de sensibilidade — um grito de revolta, altivo e eloquente que a minha Mocidade impetuosa atira à geração do meu tempo. Êle é tôda uma ansiedade vivida nervosamente naquelas horas aflitivas e tristes que a minha geração sofreu com estoicismo. (...) Por isso, nesta Hora que passa — hora terrível de desiquilíbrios e de paixões, hora em que, portanto, devemos ser fortes e coerentes, encarando com denodo e decisão as realidades de hoje, eu ofereço êste meu modestíssimo trabalho (...) Ao mesmo tempo que, na Hora que passa, ela se erga, tão heróica como o foi no sacrifício, unida e serena para defesa da propaganda da Rèpublica, resolvendo o problema português — aquele problema que consiste em instruir o povo, acabar com a fome, com a miséria, assistir ao doente e ao velho, dignificar legal e profissionalmente a Mulher, garantir definitivamente a soberania do Povo e reatar então a verdadeira Tradicção — aquela que não anda na bôca daqueles a quem o Povo, para conquista das suas regalias e das suas liberdades, teve de assacar com sangue e com fé!”

Primeira edição, do primeiro livro do autor.

Capa da brochura com alguns picos de acidez, próprios do papel. Assinatura de posse na folha de guarda.