MOCIDADE PORTUGUESA

19600-B1
  • 30,00 €


ARRIAGA (Lopes).— MOCIDADE PORTUGUESA. Breve história de uma organização salazarista. Terra Livre. Lisboa. 1976. 15x20,5 cm. 194-II págs. B.

“Quatro décadas depois da sua criação, em pleno florescimento do regime ditatorial salazarista, quem se lembrará hoje da extinta Mocidade Portuguesa, como irrompeu e que objectivos perseguia a organização juvenil que procurara abarcar nos seus tentáculos a juventude do País inteiro — trabalhadora ou não —, inspirando-se nos modelos hitlerianos e da Itália de Mussolini? Criada em 1936 pelo ministro Carneiro Pacheco, o carácter de filiação obrigatória, a fisionomia militarista e eminentemente política, a época em que surgiu, a forma absorvente como procurou abranger toda a juventude, a sua orgânica, e o regulamento de instrução geral decalcado dos do Exército, em pouco tempo criaram à sua volta um clima de antipatia e de marcado pendor fascizante (...)” — retirado do Intróito.

No final, tem um capítulo Hinos e Marchas, com as letras e respectivas notações musicais.

Profusamente ilustrado, inserido na colecção História do Regime Salazarista.