INCHALLAH

INCHALLAH

10307-B1


FALLACI (Oriana).— INCHALLAH. Tradução de Miguel Serras Pereira. Publicações Dom Quixote. Lisboa. 1992. 15x24 cm. 767-V págs. E.

“As personagens deste romance são imaginárias. Imaginárias as suas histórias, imaginária a intriga. Os acontecimentos em que se apoia são reais. Real a paisagem, real a guerra em cujo quadro a narrativa de desenvolve. A autora dedica este seu trabalho aos quatrocentos soldados americanos e franceses trucidados no massacre de Beirute pela seita dos Filhos de Deus. Dedica-o aos homens, às mulheres, aos velhos, às crianças mortas nos outros massacres na mesma cidade e em todos os massacres do eterno massacre que dá pelo nome de guerra. Este romance quer ser um acto de amor por eles e pela Vida.”

Primeira edição portuguesa.

Encadernação cm lombada em pele. Conserva as capas da brochura.