HÁ QUE DEFENDER A LÍNGUA PORTUGUESA

HÁ QUE DEFENDER A LÍNGUA PORTUGUESA

08324-R-L2
  • 25,00 €


HÁ QUE DEFENDER A LÍNGUA PORTUGUESA. Debate do aviso prévio sobre a defesa da língua portuguesa levado a efeito durante a IX legislatura da Assembleia Nacional. Extracto do “Diário das Sessões” de 31 de JAneiro, 1,5,6,7 e 8 de Fevereiro de 1969. Imprensa Social. Porto. 1970. 12x18,5 cm. 191-V págs. B.

“A Pátria não é a raça, não é o meio, não é o conjunto dos aparelhos económicos e políticos: é o idioma criado e herdado pelo povo. Um povo só começa a perder a sua independência, a sua dignidade, a sua existência autónoma, quando começa a perder o amor do idioma natal”. (Olavo Bilac).

Publicou a Liga de Profilaxia Social, em 1963, o livro ‘O RESPEITO DEVIDO À LÍNGUA PORTUGUESA’, em que se compendiou o essencial da campanha desenvolvida por aquela instituição em prol do idioma de todos nós; campanha em que se condenava, por abusivo e antilegal, o emprego de letras minúsculas iniciais na grafia de nomes próprios. (...) Teve, efectivamente, o livro (...) o maior êxito (...). Esse êxito afirmou-se sobretudo, no interesse com que os ilustres deputados Srs. Dr. Elisio Pimenta e Professor José Alberto Carvalho, tomaram em mãos o problema da defesa da língua pátria (...)”.