EMBALO

EMBALO

19994-B1
  • 30,00 €


JOSÉ (Fausto).— EMBALO. Poemeto. 1942. (Imprensa Portuguesa. Porto). 13x19,5 cm. 109-III págs. B.

Primeira edição deste livro de Fausto José, nascido em Armamar, da qual chegou a ser presidente da Câmara, e licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra.

Foi colaborador de várias publicações, Revista Bizâncio (1923-24), Tríptico (1924) e da Presença, onde sentiu que a sua poesia não se integrava, mas que, mesmo assim, não abandonou o projecto.

Foi considerado por Adolfo Casais Monteiro como um dos "líricos ingénuos, cujo símbolo-protótipo é Bernardim".

Assinado pelo autor.