EGOÍSTA (nº24)

19440-L2
  • 25,00 €


EGOÍSTA. Director: Mário Assis Ferreira. Editora: Patrícia Reis. Design: Henrique Cayatte. Propriedade de Estoril - Sol SA. 2005. 23x29 cm. B.

“Confesso que hesitei  ao escrever estas linhas. Afinal, estamos no termo da ‘silly season’,paira, ainda, a bonomia estival e não seria avisado inquietar espíritos com o peso de deambulações conceptuais ou exercícios metafóricos sobre as ditas e desditas desse país que nos aguarda no regresso de férias. Ali´as, porque o tema  é a Publicidade, poderia optar por reflexões a contra-ciclo e, renegando o impulso para a luso-depressão, afirmar que nesta como em tantas outras áreas do conhecimento, o ‘made-in-Portugal’ ainda é sinónimo de qualidade, reconhecida e sustentável (...). ” — retirado de Pub da autoria de Mário Assis Ferreira.

Vigésimo quarto número desta revista trimestral institucional, da sociedade Estoril Sol que completou 18 anos de existência em Março de 2018, constituída por uma equipa coesa e vencedora de vários prémios https://www.publico.pt/2006/12/18/jornal/egoista-como-se-faz-uma-revista-cacadora-de-premios-112870.

Neste número: Henrique Cayatte; A primeira função de um anúncio..., por Pedro Bidarra; A Publicidade..., por Edson Athayde; José Ricardo Cabaço; Game Over, por Maria João Freitas; Bonats; Um pouco de história..., por Patrícia Fonseca; Luís Féliz; Elas, por Rui Oliveira Marques; Pessoa, propaganda, publicidade, por António Mega Ferreira; Faça-se você mesmo, por João Alfacinha da Silva; Trabalhar em dupla..., Marcelo Lourenço e Pedro Bexiga; A poesia da coisa, por Carlos Oliveira Santos; Como um anúncio..., por Pedro Rolo Duarte; Sono por cabo, por Rui Camarinha; Bonats; Primeiros prazeres, por Margarida Rebelo Pinto; Vendo-me, por João Gobern; 10+, por Frederico Saldanha; O anúncio, por Paulo Fidalgo; Bonats; Burcas oxalá, por Inês Pedrosa; Billy Jean, por Helena Mascarenhas; Aberto 24 horas, por João Tordo; Vida e morte de um Layout, por Pedro Ferreira; os dez mandamentos da publicidade, por Rosalina Machado; Bonats; As publicidades invisíveis, por Rui Zink; O contrário da beleza, por João Lopes; Cazarin com c de cannes, por Miguel Szymanski; Megera, por Jorge Colombo; Má publicidade, por, Nuno Artur Silva; A marca do país..., por João Paixão.