EGOÍSTA (nº7)

EGOÍSTA (nº7)

19423
  • 25,00 €


EGOÍSTA. Director: Mário Assis Ferreira. Editora: Patrícia Reis. Design: Henrique Cayatte. Propriedade de Estoril - Sol SA. 2001. 23x29 cm. B.

“Decididamente, esta revista funciona a contraciclo: falou-se do ‘Homem’, desse ser másculo, viril e dinâmico, quando a pluviosidade de um longo Inverno aconselha a mitigar as suas agruras na evocação dos íntimos prazeres do estômago; fala-se  de ‘Gastronomia’, quando, enfim, o sol abrasa e o calor convida a revelar o corpo a inconfessos prazeres dos olhos (...) A Egoísta — a contraciclo, também—, persiste, teimosamente, em fugir à especialização e reconhece, humildemente, não pretender dar lições a ninguém. Busca, tão simplesmente, fruir da volúpia que a boa comida encerra e saborear os diferenciados conceitos com que os nossos colaboradores se propõem fazer-nos crescer água na boca (...)” — retirado de Mais olhos que barriga da autoria de Mário Assis Ferreira.

Sétimo número desta revista trimestral institucional, da sociedade Estoril Sol que completou 18 anos de existência em Março de 2018, constituída por uma equipa coesa e vencedora de vários prémios

Neste número: Nova Ceia; Gastronomia contemporânea, por José Bento dos Santos; O Caso do Faisão à Moda de Alcântara, por Álvaro Guerra; Cada cara, seu estômago, por Roberto Gostra; Não se canta à mesa, por João Gobern; Gastronomias rabelaisianas, por Alfredo Barroso; Pozinhos de perlim-pim-pim, por Patrícia Fonseca; Temperos & Condimentos, por M. Sacchetti e Francisco Bento; Impérios e Cozinhas, por Yehuda Safran; Receitas, Leonardo da Vinci; Cinco Estrelas, por Paulo Catrica; Sopa, por Patrícia Reis; Onda Média, por Martim Avillez Figueiredo; Como fazer canja de galinha ou a história de uma mulher que fez mal a uma mosca, por Margarida Marinho; A Última Ceia, por Margarida Magalhães Ramalho; Aveludado de Amor, por João Lopes; Sabes..., por Sara Pina; Correio Sentimental, por João Gobern; Objectos, por Roberto Giostra; Come-me, por Patrícia Reis e Henrique Cayatte; Deus está no pormenor, por Roberto Giostra; Absolutamente; Adeus.