COMPÊNDIO DE APARELHO DOS NAVIOS

COMPÊNDIO DE APARELHO DOS NAVIOS

20355-L2
  • 85,00 €


CHAVANTES (Olimpio José).— COMPENDIO DE APPARELHO DOS NAVIOS. Para uso dos Alumnos da Escola de Marinha. Premiado, Publicado e Adoptado pelo GOVERNO IMPERIAL. Ilustrado com 263 estampas intercaladas no texto. Rio de Janeiro. ypographia e Lithografia a Vapor, Livraria e Encadernação Lombaerts & C. 1881. 19x26 cm. 198 págs. E.

“(...) Assim, tendo procedido a um estudo detido e accurado do CoMPENDIO DE APPARELHO DOS NAVIOS, as observações que se seguem exprimem a opinião que formo do seu todo e de cada uma das seis secções em que está divido. Começa V. S. por preparar o espírito do alumno para o desenvolvimento da arte de marinheiro, descrevendo com lucidez, em linguagem chã, accomodada a todas as intelligencias, o navio nos seus menores detalhes, enumerando fiel e minuciosamente o sem numero de accessorios com que tem elle de ser armado e apparelhado antes de sulcar o oceano na missão civilisadora que lhe é destinada. A nomenclatura dos differentes trabalhos de marinheiros, do poleame e ferragens usadas á bordo, cotejadas com figuras que bem esclarecem o texto, constitue um capítulo especial, demonstrando que o empenho de V. S. é ensinar e ser comprehendido. Succede o apparelho geral, consagrando capitulos especiaes para cada uma de suas partes.  (...) Reconheci em toda a sua obra, ordem, methodo e clareza, condições indispensaveis para o ensino. A descripção das materias é feita com a maior lucidez, as descripções exactas, as definições laconicas e claras, a technologia completa (...)”.— retirado de uma das cartas dirijidas  ao autor.

Obra profusamente ilustrada e de muito invulgar aparecimento no mercado.

Encadernação em tecido. Dedicatória de oferecimento na folha de guarda. Assinatura de posse, antiga numa das folhas preliminares e no frontispício. No frontispício há também um carimbo a óleo da livraria Carioca. No verso do frontispício vem uma notação do seu proprietário com os dados de quem lhe ofereceu o livro. Assinatura de posse na página 100.