Livro - MAPA DE PORTUGAL ANTIGO E MODERNO

MAPA DE PORTUGAL ANTIGO E MODERNO

05691-L1


CASTRO (João Bautista de).—MAPPA DE PORTUGAL ANTIGO E MODERNO. Pelo Padre João Bautista de Castro. 3ª Edição revista e accrescentada por Manoel Bernardes Branco. Lisboa. MDCCCLXX. 4 vols. 16x23 cm. E. em 2.

“Entrei na laboriosa empresa d’este mappa não só para instruir aos nacionaes principiantes, mas especialmente para informar com individuação sincera aos estrangeiros do estado verdadeiro do nosso paiz; considerando, que só assim poderiamos atalhar os continuos erros, e descuidos, que se observam ainda nos authores modernos, que sem conhecimento das nossas terras chegam a fallar de Portugal. Elles attribuem esta ignorancia á falta de quem lhes communique uma exacta geografia do nosso continente, e ao menos um epitome historico das mais importantes, e publicas acções. Atrevi-me a cultivar este meu projecto, não obstante ver-me suspenso com o embaraço de não ter cabedal sufficiente para desempenhar a idéa; porem, como ha assumptos, cuja utilidade unida á boa intenção do escriptor costuma supprir os defeitos da obra, cheguei a publicar cinco partes, que correndo pelo mundo, tiveram a felicidade do benigno acolhimento que experimentaram dos curiosos. Agora porem que se faz precisa esta nova, e segunda edição por falta de exemplares da primeira, achei conveniente augmental-a com oportunos retoques, e novas especies proprias do assumpto; entre as quaes me pareceu indispensavel fazer algumas observações sobre o Mappa. Com razão disse Justo Lipsio que o invento dos Mappas fôra a mais engenhosa idéa, em que os homens tinham dado: pois em breve espaço, e a uma vista nos mostra todo o mundo, e por elle conhecemos o sitio, e grandeza de cada reino, provincia, ou logar(...)”.

Obra das mais estimadas da bibliografia corográfica portuguesa. O último volume é constituido pelo "Supplemento ao Mappa de Portugal do beneficiado João Baptista de Castro coordenado por Manuel Bernardes Branco". Pouco frequente.

Encadernações com as lombadas em pele. Carimbo a óleo na primeira página de texto do primeiro volume e na página sete do segundo.