CASTRO DA ROTURA E O VASO CAMPANIFORME (O)

15113-B1
  • 30,00 €


GONÇALVES (Victor dos Santos).— O CASTRO DA ROTURA E O VASO CAMPANIFORME. Edição da Junta Distrital de Setúbal. 1971. 19x24,5 cm. 196 págs. + estampas. B.

“(...) No texto que prefaciamos, o Autor procura fazer não só o estudo dos materiais arqueológicos de Castro Rotura, da sua situação, mas também estabelece paralelos, contactos e afinidades entre o povo instalado no local e os seus contemporâneos europeus, norte-africanos e mediterrânicos: trata, por consequência e mais concretamente, de integrar um povoado arcaico dos arredores de Setúbal, enquanto nele foram usadas cerâmicas campaniformes, no largo ambiente humano, seu contemporâneo, e que com ele poderia ter estabelecido contactos (...)” — do Preâmbulo da autoria de D. Fernando de Almeida.

Profusamente ilustrada em hors-texte.