CANCIONEIRO DE ENTRE DOURO E MONDEGO

CANCIONEIRO DE ENTRE DOURO E MONDEGO

10406-L2


SOUSA (Arlindo de). — CANCIONEIRO DE ENTRE DOURO E MONDEGO. (Douro Litoral e Beira Litoral). Livraria Bertrand. Lisboa. [S.d.] 10x16,5 cm. 407-I págs. E.

“Com êste livrinho vou começar a publicação da poesia popular de Entre Douro e Mondego. Apresento, quanto possível, sob forma literária, o primeiro milhar de quadras. Comecei a recolha, há cêrca de quinze anos. Devo a meu pai, às minhas irmãs Olga e Alzira, à minha tia Maria e às minhas primas Vitória e Maria da Assunção grande parte dêste pequeno cancioneiro. (...) Percorri quási tôda a região do Douro-Litoral e Beira-Litoral. Fui a tôdas as grandes romarias. Acompanhei muitas remaldeiras. Frequentei, com assiduidade, os terreiros, aos domingos. Não faltei nunca a um linhar, segada, espadelada ou esfolhada. Assisti a muitos desafios de cantadeiras e cantadores afamados. Consultei benzedeiras e curandeiros. (...) Desta maneira foi-me possível conhecer, com regular exactidão, o viver do povo. As cantigas, que colligi, dizem muito da sua alma. (...)” — (Da comunicação apresentada ao XVIII Congresso Luso-Espanhol, para o Progresso das Ciências, realizado em Córdova, em Outubro de 1944).

Interessantíssimo cancioneiro popular, de raro aparecimento no mercado, termina com um pequeno vocabulário de termos empregues em algumas quadras.

Encadernação com lombada e cantos em pele. Conserva as capas da brochura. Carminado à cabeça. Em excelente estado de conservação.