CADERNOS ALFA

CADERNOS ALFA

15997-B1
  • 140,00 €


CADERNOS ALFA. 17x23 cm.  1964-1965. 2 números. B.

“Os Cadernos ALFA, que iniciamos com originais de quatro jovens poetas, publicarão poemas, contos e ensaios, dedicando, de preferência, cada um dos números a um destes géneros. Convencidos de que não há verdades irredutíveis e de que a vitalidade de uma literatura se fundamenta precisamente na diversidade de rumos e tendências, um só critério adoptaremos para a publicação de originais — o da sua qualidade literária.” — Nota de Abertura.

“Publicado em Fevereiro de 1964, editado por Álvaro Luz e Silva, Propriedade de ‘Amicitia — Grupo Cultural de Portalegre, foi coordenado por Fernando J. B. Martinho. (...) Poder-se-á considerar que o aparecimento deste periódico constituiu indesmentivelmente um contributo para a descentralização cultural, que tanto se impunha na época. Desinteligências havidas relativamente ao 2º número — a inclusão de textos que o coordenador não havia avalizado — interromperam a sua colaboração. O 2º número, de Julho de 1965, foi editado por Augusto Pita e era constituído por poetas da geração coimbrã — Fernando António Almeida, Ferreira Guedes, José Carlos Vasconcelos, Luís Serrano e Waldemar Andrade. Digno de registo é o convite feito a José Régio para colaborar neste número. Integrada na terceira vaga do neo-realismo, a poesia incluída manifesta a revolta perante a sociedade opressiva em que se vivia, (...)” — em Dicionário da Imprensa Periódica Portuguesa, de Daniel Pires.

Colecção completa desta rara publicação.