Felizmente há luar — Sttau Monteiro

Felizmente há luar — Sttau Monteiro

24015-L23


MONTEIRO (Luís de Sttau).— FELIZMENTE HÁ LUAR! Teatro. (Jornal do Fôro. 1961.)  21,5x18 cm. 154-IV págs. B.

Nas palavras de João Gaspar Simões é “(...) não só a primeira apoteose trágica da história do nosso movimento liberal, mas, sem receio de me enganar o afirmo, a primeira grande peça histórica da literatura portuguesa.”

Livro proibido pelo regime.


Também recomendamos