REVISTA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

08567-B1
  • 300,00 €


# VENHA DAÍ #
preço para levantamento na loja - 200,00€

 

REVISTA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA. Imprensa da Universidade. 1912-1915. 4 vols. 19x28,5 cm. E.

Na abertura da revista, feita por Mendes dos Remédios, pode ler-se:

“(...) Assim entendeu também o Senado Universitário votando a verba indispensável a acudir às despesas desta publicação, a que se combinou dar o nome de REVISTA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA, que agora sai, vencidas as primeiras dificuldades, ao sopro animador do grupo de professores que foram colocados á sua frente, e que estão dispostos a não transigir, de que fala o Épico, e que são as companheiras inseparáveis dos moribundos. Como órgão de síntese e de conjunto de múltiplas forças intelectuais, postas ao serviço desinteressado e nobre da sciência, a REVISTA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA recolherá uma parte importante dêste trabalho de elaboração, que já se presente, num regorgitar de esperança, vir a ser uma das mais brilhantes características da Universidade do futuro, por que todos ansiamos. (...)”

São os quatro primeiros volumes, desta importante e muito estimada revista universitária constituindo um dos mais notáveis monumentos da bibliografia portuguesa da especialidade. Nela colaboraram os escritores e investigadores portugueses e estrangeiros, como por exemplo: G. Guimarãis, A. de Vasconcelos, Alberto Pessoa, Carolina Michaelis de Vasconcelos, Ricardo Jorge, Simões de Castro, Rui Ennes Ulrich, Fausto Lopo de Carvalho, Egas Moniz, Geraldino Brites, Caeiro da Mata, Carlos de Melo, Alberto dos Reis, Ferraz de Carvalho, Giorgio del Vecchio, entre muitos outros.

Versando inúmeras temáticas tais como astronomia, história, medicina, anatomia, matemática, biologia, fotografia, literatura, etc., etc., etc.

Profusamente ilustrada ao longo do texto e em folhas (algumas desdobráveis) à parte.

Encadernações com lombada e cantos em pele. Carminados à cabeça. Excelente estado de conservação interior, tendo apenas pequenas feridas na pele das lombadas.