NOVE DE OUTUBRO, OU BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A ULTIMA GUERRA CIVIL

NOVE DE OUTUBRO, OU BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A ULTIMA GUERRA CIVIL

19108-B1


UM LIBERAL.— NOVE DE OUTUBRO, OU BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A ULTIMA GUERRA CIVIL. Porto. Typographia da Revista. 1849. 13,5x20,5 cm. 196 págs. B.

“Não nos propomos escrever a chronica d’um reinado, desejamos só legar aos vindouros a memoria de um grande acontecimento. Presenceamos os nobres exforços, e incriveis sacrificios que se fizeram no Porto para reagir à tyrania de uma corte prevertida; tratamos de perto os homens que geriram os negocios publicos, observamol-os attentamente nas variadas phases porque passara a revolução; e porque tantas e tão poderosas cauzas tenham concorrido para se deturpar, e offerecer ao mundo este notavel phenomeno politico inteiramente disfigurado, julgamos de rigoroso dever para todo o portuguez livre dar o seu contingente para que a verdade appareça em toda a sua pureza (...)” — retirado do Prefacio.

Apesar de a obra trazer como autor “Um Liberal”, sabemos que foi escrita por D. António Alves Martins, de quem Camilo Castelo Branco apreciava a natureza polémica dos seus artigos.

De muito invulgar aparecimento no mercado.

Capa da brochura com manchas de acidez, próprias do papel. Lombada denotando uso.