MEMÓRIAS DA ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA. CLASSE DE CIÊNCIAS (Tomo X)

MEMÓRIAS DA ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA. CLASSE DE CIÊNCIAS (Tomo X)

15953-B1
  • 25,00 €


MEMÓRIAS DA ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA. CLASSE DE CIÊNCIAS (Tomo X). Lisboa. 1966. 19,5x26 cm. 274-X págs. B.

Décimo tomo da Classe de Ciências) desta publicação que tem por índice:

Uma estância de “Os Lusíadas” lida por médicos — Comunicação à Classe de Ciências em 2 de Junho de 1966, por Maximino Correia; Um novo vector potencial do Schistosoma Haematobium em Portugal, por J. Fraga de Azevedo; Aritmética das Classes, por Diogo Pacheco d’Amorim; A dinâmica da atmosfera e a hidrologia do continente africano, por José P. Peixoto; Psicofarmacodinamia, por H. J. de Barahona Fernandes; A cultura da Mosca tsé-tsé em Lisboa. Um acidente por insecticida, por J. Fraga de Azevedo; Paulo Osório, presbítero bracarense, criador do estudo de geografia e da história na idade média, por Armando Cortesão; Reconhecimento geológico da ilha das Flores (Açores), por Georges Zbyszewski; Para um conceito cito-ecológico do cancro, por Amândio Tavares; Nota para a genética da língua escrotal, apresentada à Classe de Ciências em 3 de Novembro de 1966, por M. B. Barbosa Sueiro; Estudo e interpretação da importância de uma antena, a partir do vector complexo de Poynting, por M. J. de Abreu Faro; Sobre a equação da difusão de neutrões, por J. Sebastião e Silva.

Ilustrada nas páginas de texto.

Por abrir.