MANUAL DE EX LIBRISTICA

MANUAL DE EX LIBRISTICA

17444-B1-001


RATO (Fausto Moreira).— MANUAL DE EX-LIBRÍSTICA. Lisboa. Imprensa Nacional-Casa da Moeda. 1976. (aliás 1978). 34x22,5 cm. 238-II págs. B.

“Estamos perante uma obra séria. Que não se estranhe a afirmação dado que o nome do Autor constitui garantia antecipada de tal circunstância. A declaração é, para o prefaciador, o resultado de uma certeza confirmada pela leitura da obra, feita independentemente da personalidade ou da competência de quem a compôs. (...) Este livro traz novidades, e não poucas, ou melhor, e não de somenos importância: no vocabulário ex-librístico (que se nos mostra necessário: por outras palavras, não é atrevido nem repetitivo, o que o tornaria inconveniente, para lhe não chamar coisa pior); nas informações históricas (onde o Autor fez correcções ou algo descobriu), na reprodução, pela primeira vez, de cerca de maia centena de ex-líbris; na descrição das técnicas para a produção dos ex-líbris (na explanação dos processos e no pormenor dos trabalhos); em a nota sobre a evolução da gravura em Portugal; e com o seu quê de novidade também — a extensa relação de ex-libristas portugueses e de individualidades relacionadas com o ex-líbris. Tudo exposto com escrúpulo e exactidão (...)” — retirado do Prefácio da autoria de Paulo Caratão Soromenho.

Ilustrado.