TERRA DE SOL

TERRA DE SOL

20193
  • 300,00 €


TERRA DE SOL. Revista de Arte e Pensamento. Directores: Tasso da Silveira e Álvaro Pinto. Edição do “Annuario do Brasil”. Rio de Janeiro. 1924. 18,5x25 cm. 3 vols. B.

“Uma revista que surge é como um astro novo que se acende na esperança de quem a cria, nos desejos de quem a recebe. Vez por outra, esse astro se reveste de luz própria, irradia esplendores vivazes, floresce em novas formas de beleza, frutifica em novas aspirações de vida. Outras vezes, é apenas fogo fatuo, florescencia que se extingue, mero satelite doutras almas e doutros seres, que não teem purezas de luz e altas claridades espirituais. TERRA DE SOL não será decerto nem aquele astro esplendorosos, nem este satélite efemero.. Mas, aterra de sola, por força do nome eterno que lhe dita a existência, trará em seu sangue toda a seiva borbotante da fecunda terra brasileira e aquecerá suas energias, seus anseios, suas aspirações na fonte directa de luz e vida que é o Sol do Brasil (...)”.— retirado do editorial.

Importante revista, publicada de Janeiro a o Outubro de 1924 em 16 números,  dirigida pelo jovem paranaense Tasso da Silveira em parceria com o jornalista português Álvaro Pinto e com capa e ilustrações de Fernando Correia de Araújo, artista plástico português sendo as vinhetas de Correia Dias.

As suas páginas estão preenchidas com  textos literários, reproduções de pinturas e esculturas, trechos de livros, críticas literárias, contos, crónicas, efemérides e também assuntos de natureza geral, como política, história, sociologia, etc., tendo presente a defesa de um intercâmbio cultural com países latino-americanos   e um estreitamento das relações com Portugal  e com os seus intelectuais, tendo como colaborador mais assíduo Carlos Oliveira.

Ilustrada em folhas intercaladas no texto.

O Jornal Barsileiro, de 26 de Janeiro de 1924, faz a seguinte crítica à Revistas: “Terra de Sol – Não será exagero dizer que o apparecimento da revista Terra de Sol constitue, em meio da publicidade brasileira, um acontecimento. Em excellente formato, com illustrações cuidadas e numerosa collaboração de escriptores respeitados, Terra de Sol se recommenda como uma das melhores revistas que no gênero tenham apparecido entre nós (...)”.

Abril a Junho e o volume III de Julho a Outubro.

De invulgar aparecimento no mercado.

Capas das brochuras denotando uso, com manchas de acidez, próprias do papel e pequenas falhas nas lombadas. Os três volumes têm pequena rubrica de posse nos cantos superiores esquerdos das páginas 100.