CONCELHO DE SANTO TIRSO (O)

17455-L1-001
  • 950,00 €


O CONCELHO DE SANTO TIRSO. Boletim Cultural. Edição da Câmara Municipal de Santo Tirso. 1951-1979. 18,5x24cm. 8 vols. E.

“Estava indicado que em Santo Tirso se iniciasse a publicação dum Boletim onde se pudessem arquivar trabalhos e documentos referentes ao concelho. A publicação teria de ser dispendiosa e não haveria, certamente, nenhuma entidade — a não ser a Câmara — que quisesse abalançar-se à empresa. (...) E assim, a Câmara Municipal de Santo Tirso, compreendendo bem o alcance duma publicação desta ordem, deliberou em 2 de Julho último, criar um Boletim Cultural que será o repositório de artigos, documentos e gravuras de reconhecido interesse concelhio. (...) E é de crer que a publicação deste boletim desperte em alguns tirsenses, amantes do seu torrão, a curiosidade pelos assuntos tratados nesta revista e se tornem futuros colaboradores... (...) Eis o nosso programa. Não pode garantir-se a continuidade desta obra, pois a sua publicação depende da boa vontade das pessoas que se encontrarem à frente do município e das que se prestem a colaborar (...)”. — retirado de Nota Explicativa.

O oitavo volume (1977-1979) inicia precisamente com estas palavras: “(...) Não pode garantir-se a continuidade desta obra, pois a sua publicação depende da boa vontade das pessoas que se encontrarem à frente do município e das que se prestem a colaborar (...)”, marcando assim, o recomeço da publicação desta revista, até 1979.

Publicação de grande relevo para a história de tudo quanto respeita ao Concelho de Santo Tirso, contendo estudos aliciantes de diversificada temática, assinados por autores dignos da maior credibilidade como são, entre outros, os de Alexandre Lima Carneiro, D. Gabriel de Sousa, António Augusto Pires de Lima, Bertino Daciano, Eugénio de Andrea da Cunha e Freitas, António Cruz, Luís de Pina, Américo de Castro, António Guerreiro, Francisco Prieto, Fidelino de Figueiredo, Adriano de Gusmão, Carlos Manuel Faya Santarém, Carlos de Passos, José Mattoso, Alberto Feio, Jayme de Sampayo, Guilherme Felgueiras, Afonso do Paço, Fermin Bouza Brey, Rogério de Azevedo, Vaz-Osório da Nóbrega, Armando de Matos e António Miranda.

Profusamente ilustrada em folhas à parte.

Magníficas encadernações com a chacela da "Invicta Livro" com lombadas e cantos em chagrin, decoradas a ouro com casas fechadas e nervuras na lombada.