Loja da In-Libris

GRANDE SOMBRA (A)

14711-B

SÁ-CARNEIRO (Mário de).— A GRANDE SOMBRA. Arte e Cultura. Porto. (1958). 16,5x23 cm. 71-I págs. B.

Nas palavras de Petrus: “(...) Sá-Carneiro não é um literato mas um esteta. O primeiro faz da literatura um instrumento e uma profissão. O esteta converte-a em expressão da sua própria Vida e faz da Vida um cântico de Beleza, até na Morte(...)”.

Primeira edição independente de uma das mais notáveis novelas do autor. Anteriormente inserida na obra Céu em Fogo (1914)  e mais tarde, em 1958, coligida igualmente por Petrus, incluída em Sarça Erótica.

Elegante, cuidada e restrita edição, prefaciada por Petrus e com “Duas cartas de Paris”, da autoria de Xavier de Carvalho.

Ilustrada com um retrato por Stuart Carvalhais.

Em cadernos soltos, mas incluindo a capa.

Liquid error: Could not find asset snippets/punchtab-snippet.liquid