ESTADO E A IGREJA EM PORTUGAL NO INÍCIO DO SÉCULO XIX

ESTADO E A IGREJA EM PORTUGAL NO INÍCIO DO SÉCULO XIX

17918-L2-004
  • 15,00 €


SEABRA (João).— ESTADO E A IGREJA EM PORTUGAL NO INÍCIO DO SÉCULO XIX. A Lei da Separação de 1911. Principia. 16,4x24 cm. 407-I págs. B.

“Em O Estado e a Igreja no início do século XIX, João Seabra proporciona uma análise profunda e completa da Lei de Separação — sugestivamente apresentada como ‘sete capítulos, 196 artigos de inventiva persecutória’ — evidenciando ‘que os verdadeiros precursores da separação entre a Igreja e o Estado não foram Afonso Costa e o movimento republicano — foram o episcopado e o clero de Portugal, pela posição que assumiram de independência e não-sujeição da sua vida da Igreja à ingerência do Estado (...)”. — retirado do texto da contra-capa.

Obra adaptada da tese de doutoramento de João Seabra em Direito Canónico.

Folha de rosto com rasgão, sem afectar mancha de texto.