CRÓNICA LITERÁRIA DA NOVA ACADEMIA DRAMÁTICA

12847-LL


CHRONICA LITTERARIA DA NOVA ACADEMIA DRAMÁTICA. Coimbra. Na Imprensa da Universidade. 1840. 17x24 cm. 24 números 384 págs. E.

“Agora que já não é d’uso adestrarem-se mancebos no esgrimir da espada, no enrestar da lança, no embraçar do escudo; (...) Arriscado, e temerario empenho é por ventura este, a que nos arrojamos, isentos do necessario cabedal de força, temo, e saber, e que no meio da épocha tão fertil e estremados, e preciosos escriptos de todos os generos. Anima-nos todavia a esperança de que nos revelará o público os erros, e incorrecções, que nos escaparem pela malha, levando-nos a certeza de que seremos coadjuvados em nossos esforços polas luzes de alguns dos nossos maiores, polas sympathias de todos. Foramos nós um punhado de moços desajudados, e inexperientes, quando em 21 de Fevereiro de 1838 concebemos a idêa grandiosa de formar em Coimbra um estabelecimento dramatico, que, unico deste genero em todo o Portugal, rivalizasse com os melhores theatros do reino, e servisse de proveitosa diversão á mocidade academica (...)”

Periódico que dava conta das peças teatrais, nomes de actores, “dos escriptores da historia de portugueza em geral, naturaes de Portugal ou suas conquistas”, artigos sobre teatro, poesia, inéditos, entre outros artigos.

Iniciada a 29 de Fevereiro de 1840 viu o seu último número publicado a24 de Outubro do mesmo ano, muito embora haja referências que a publicação foi continuada por: Memórias do Instituto da Academia Dramática de Coimbra.

Bem encadernado em inteira de carneira de manufactura recente. Cortes integrais e guardas de papel marmoreado de fabrico artesanal.