Livro - BOLETIM DA SOCIEDADE DE GEOGRAFIA DE LISBOA (Série 66ª - Nº 5-6)

BOLETIM DA SOCIEDADE DE GEOGRAFIA DE LISBOA (Série 66ª - nº 5-6)

14901-B1
  • 20,00 €


BOLETIM DA SOCIEDADE DE GEOGRAFIA DE LISBOA (Série 66ª - nº 5-6). Dedicado às Comemorações do Tricentenário da Restauração de Angola. Direcção, Propriedade e Edição da Sociedade de Geografia de Lisboa. 1948. 17,5x24,5 cm. B.

“O Boletim da Sociedade de Geografia de Lisboa [SGL] começou a publicar-se em 1876 e tem sido editado ininterruptamente até hoje.

Trata-se de uma das mais antigas (e de edição contínua) revistas nacionais. É uma publicação de grande prestígio, contando com vasta colaboração nacional e estrangeira.

Os trabalhos que tem publicado centram-se sobre a expansão portuguesa e territórios por onde ela se fez sentir, ocupando-se da sua História, Antropologia e Etnografia, bem como da filologia dos seus povos até às Ciências da Natureza dessas regiões. Tem havido números temáticos dedicados à Cartografia portuguesa, à Geografia dos Oceanos, às Regiões Polares, ao Centenário da Morte de Camões, etc.

Devem apontar-se como fontes principais para o estudo das múltiplas actividades da Sociedade, nos seus 131 anos de existência, a par de numerosas e importantes publicações avulsas, que se encontram devidamente catalogadas, as actas das sessões da Direcção, os respectivos relatórios anuais e as preciosíssimas colecções do Boletim da SGL

O Boletim da SGL tem centenas de tomos publicados, reúne colaboração de investigadores portugueses e estrangeiros que o tornam uma das melhores revistas científicas portuguesas (...)” — retirado de Sociedade de Geografia de Lisboa.

“Fasto notabilissimo da história de Angola é sem duvida o dia da Restauração, dia em que um punhado de portugueses, reduzidos em numero, mas cheios de fé patriótica, conseguiram expulsar da Colónia os usurpadores que, solidamente entrincheirados na fortaleza de S. Miguel desafiavam com arrogância a investida dos seus legitimos possuidores. A Sociedade de Geografia de Lisboa não podia alhear-se das Comemorações de tão notável feito d’armas (...)”.

Ilustrado.

Capa da brochura com anotações.