Livro - CHAVE DIZ: FALTAM DUAS TÁBUAS E MEIA DE PINTURA NO TODO DA OBRA DE NUNO GONÇALVES

Chave diz (A) - Almada Negreiros

20938-B1
  • 160,00 €


NEGREIROS (José de Almada).— A CHAVE DIZ: Faltam duas Tábuas e meia de pintura no todo da obra de Nuno Gonçalves "o pintor português que pintou o altar de S. Vicente na Sé de Lisboa". (Da Pintvra Antigva, Francisco de Hollanda). Lisboa. (1950). 20,5x27 cm. 15-I págs. B.

Curioso ensaio em que Almada Negreiros pretende resumir algumas das noções matemáticas que o levam a  concluir que na disposição do retábulo faltariam “duas tábuas e meia”.

“(...) Um evidente acerto e o erro gravíssimo de retirar do altar de S. Vicente na Sé de Lisboa, nem mais nem menos do que as seis tábuas em poliptico, e ambos a um tempo no mesmo autor, confirmam não haver autoridade crítica para declarar evidente um acerto ou gravíssimo em erro, senão quando o senhor da ‘chave’ do todo do dito altar. Não é este o caso do crítico de arte, porquanto acrescenta erro a acerto, demonstrando ignorar o todo da obra do altar, o qual, de verdade já ignorava de há muito Portugal (embora o desconheçam ainda o Governo e a Nação, e os mandatários oficiais de ambos); e ignorando o todo da obra, demonstra não saber da  sua ‘chave’;  e desconhecendo esta, demonstra ignorar existir quem a tenha. Não tem por conseguinte autoridade crítica para decidir o que seja, no todo ou em parte da obra, a ignorância da ‘chave’ desta. (...)”

Com uma estampa reproduzindo as «Tábuas» e um desenho de Almada representando o «Resultado matemático da "Chave"». Invulgar e muito curioso.

Bem conservado.