ÁGUAS DE PORTUGAL EM 1940

ÁGUAS DE PORTUGAL EM 1940

13253-L1


ACCIAIUOLI (Luís).— ÁGUAS DE PORTUGAL EM 1940. Pelo Engenheiro Chefe... Lisboa. MCMXLII. (Casa Portuguesa). 16x23 cm.  246-II págs. B.

“O Decreto nº 15:401, (...) determina que a Inspecção de Águas deverá dar conta, em cada ano, do estado dos Estabelecimentos Hidrológicos, comparativamente com o dos anos anteriores. êste rápido relatório informa do movimento que se deu em 1940, comparando-o com os de 1939 3 1938. Divido êste trabalho em três capítulos:

a I Parte refere-se às águas minerais, a II Parte às águas de mesa e a III Parte às nascentes de águas minerais que estão em exploração à margem da Lei e que pelas suas instalações rudimentares e categoria dos frequentadores dêsses banhos, difìcilmente se poderão transformar em balneários apropriados (...)”.

Importante contributo na bibliografia das águas termais portuguesas, profusamente ilustrado nas páginas do texto e em folha desdobrável. Raro e procurado.