AFINIDADES

17437-L1-001
  • 300,00 €


AFINIDADES. Revista de Cultura Luso-Francesa. 1942-1946. 17x23 cm. B.

“Na Crise de Valores Espirituais que o mundo atravessa justifica-se o desejo intenso de conhecer o testemunho da França, que sempre tem sabido manter um lugar de tão grande importância na elaboração da nossa comum civilização ocidental. Sempre houve profundas afinidades entre Portugal e a França. (...) As exigências da vida moderna reduzem cada vez mais o tempo de que o homem dispõe para a sua informação cultural. Só um pequeno número pode na verdade dedicar-se à cultura. E assim pretendemos facilitar a tarefa dos outros, fornecendo-lhes sôbre a França os elementos necessários para que possamos, juntos, à luz do passado, compreender melhor o presente e entrever o futuro. AFINIDADES agrupará os seus artigos em quatro secções principais: A França através das épocas (...); A França de hoje (...); O Francês, língua de cultura (...); Crónica da amizade Luso-Francesa (...) O nosso objectivo será atingido, se esta revista, redigida em comum por colaboradores Portugueses e Franceses, conseguir apresentar os elementos que permitam dar a melhor compreensão desta nação tão próxima da nossa, dessa Personne France, como dizia Michelet”.

Surgida em plena guerra e colaborada por autores portugueses e franceses, constituiu um incentivo à luta contra a ideologia nazi. O número duplo 9/10 foi consagrado à libertação da frança com colaboração de Abel Salazar, Claude Roy, Jean-Paul Sartre e de Luis Aragon. Para além destes colaboradores, estão também André Breton, José Cardoso Pires, Luiz Pacheco, André Malraux, Gustave Cohen, Fidelino de Figueiredo, François Mauriac, Guilherme de Castilho, Joel Serrão, Paul Valéry, Saint-exupéry, João Gaspar Simões, Mário Dionísio, entre muitos outros.

Revista ilustrada nas páginas de texto, é constituída por vinte números distribuídos por duas séries, a primeira do número um ao quinze, e a segunda do dezasseis ao vinte.

Colecção completa.

Save