PANORAMA

07502-L1


PANORAMA. Revista Portuguesa de Arte e Turismo. Edição do Secretariado de Propaganda Nacional. Lisboa. 1941-1973. (Primeira série à quarta). 22,5x30 cm. 16 vols. E. 

Publicação mensal que apresentou quatro séries: a 1ª de 1941 a 1949; a 2ª de 1951 a 1955; a 3ª de 1956 a 1961; e a 4ª de 1962 a Setembro de 1973, data do número duplo 46/47.
Por motivos diversos em 1950, a revista não foi publicada.
Editada pelo denominado Secretariado Nacional da Propaganda (S.P.N.), que António Ferro dirigia,  — mais tarde Secretariado Nacional da Informação, Cultura Popular e Turismo S.N.I.
No depoimento de Júlio Gil, director gráfico: “(...) António Ferro escolheu bem os responsáveis da revista — o poeta Carlos Queirós e o pintor Bernardo Marques — que souberam criar um estilo e uma personalidade invulgares, apoiados pela excelente qualidade das colaborações (...)”
No edital pode ler-se que “(...) a principal finalidade de PANORAMA: ser um lugar onde possa evocar-se o que há de mais vivo e característico no País, e lhe imprime, por isso, fisionomia própria, expressão diferenciada. Dá, o interesse que nos merecem, a par do pitoresco da nossa paisagem (rural e urbana, continental e ultramarina); a par das produções de arte (culta e popular), onde perdura ou renova o génio nacional, tôdas as manifestações do espírito realizador, da capacidade construtiva, dos recursos vitais da nossa terra — e que são, em síntese, as obras públicas e os produtos industriais.(...)”
Fabulosamente ilustrada com desenhos, mapas, fotografia, estampas de colaboradores como: Almada Negreiros, Barata Feio, Sarah Afonso, Carlos Botelho, Cid, Jorge Barradas, Dórdio Gomes, Bernardo Marques, Ofélia Marques, Alvão, Roger Kahan, San Payo, Otto Auer, António Rosa Cavaco, José Palha, etc.,etc., etc.
Desde o começo da publicação são uma constante nas últimas páginas, os Boletins de Turismo, que indicações úteis de estalagens, iniciativas desportivas, festas e romarias, etc, e formas de chegar até elas. Curioso, é que a partir da 2ª série estes Boletins, são publicados também em francês e inglês.
Igualmente frequentes, são os números temáticos especiais, dedicados ao Porto, Lisboa, Norte, ao Manuelino, ao Barroco, à Caça, Madeira, África Portuguesa, etc, etc, etc.
Como colaboradores literários teve centenas de nomes, dos quais apenas deixamos alguns: Amorim Girão, Magalhães Basto, A.H. Oliveira Marques, Rocha Brito, Adolfo Simões Muller, Adriana de Vecchi, Adriano Moreira, Agustina Bessa Luís, António Batalha Reis, António de Cértima, António Ferro, António Metelo, António Pinheiro Torres, António Quadros, Aquilino Ribeiro, Bernardo Ferrão, Carlos Botelho, Diogo de Macedo, Eduardo Cerqueira, Fernando de Pamplona, Fernando Távora, Gastão de Bettencourt, José Blanc de Portugal, Marcelo Caetano, Maria de Lurdes Modesto, Pedro Homem de Mello, Ruy Cinatti, Vitorino Nemésio, etc, etc, etc.
Partilhando do depoimento de Júlio Gil: (...)” Impressiona folhear os números de Panorama e dar conta da riqueza e da variedade da documentação oferecida, da categoria dos autores literários e artísticos convidados sem importar saber das convicções políticas ou quaisquer outras, por somente interessar o seu saber e o seu serviço que prestavam aos portugueses (...)”
Colecção completa.

Encadernações com lombada e cantos em pele, com tonalidades de castanho diferentes. Conservam as capas das brochuras. Carminados à cabeça.

Outras obras de ou sobre Almada Negreiros no catálogo da In-Libris.