ORTIGÕES

ORTIGÕES

16614-B1
  • 180,00 €


LOUREIRO (Urbano).— ORTIGÕES. Chronica do mez - perfis diversos - satyras da actualidade. Porto. Livraria Civilisação de Eduardo da Costa Santos, Editor. 1876-1877. 8 vols. 11,5x17,5 cm. E. & LOUREIRO (Urbano).— ALMANACHE DOS ORTIGÕES PARA 1878. Estudos humoristicos — perfis diversos — satyras da actualidade por... Porto. Livraria Civilisação de Eduardo da Costa Santos, Editor. 1877. 11,5x17,5 cm. 125-I págs. E.

“Não nos peçam programma, que não lh’o daremos. Foi resolvido isso agora, em sessão magna comnosco mesmo, e a razão é das mais simples — porque não temos confiança em nenhum, incluindo o que rasgamos ha pouco, destinado a servir de introducção a estes opusculos. (...) Os leitores que façam o nosso programma a seu-modo, aos poucos ou d’um só jacto, e que o vão modificando ao passo que se fôrem adiantando no exame do corpo de delicto. No fim da obra o programma deverá estar completo, como um indice d’um diccionario ao qual não falte uma só folha de texto — se não quizerem imitar-nos, dispensando-o inteiramente.” — retirado de Programma...

Urbano Loureiro, farmacêutico, jornalista, cronista, escritor, dramaturgo e poeta português, dedica estes seus opúsculos “Ao seu antigo mestre de Francez e actual redactor das Farpas J. D. Ramalho Origão, como grata recordação dos seus bôlos d’outr’ora e muita consideração pelos seus modernos escriptos”

Na realidade esta rara e estimada publicação é em tudo idêntica à de As Farpas de Ramalho Ortigao e Eça de Queiroz que vieram a lume entre 1871-1883.

Para além dos 8 volumes tem ainda o Almanache dos Ortigões para 1878, o que torna ainda mais raro o lote.

Este Almanache, escrito no mesmo tom satírico que os Ortigões, inicia-se assim: Revista Cómica dos successos que deverão realisar-se no proximo futuro anno de 1878 — se Deus quizer.”.

De muito invulgar aparecimento no mercado.

Encadernação da época com lombada em pele decorada a ouro e nervuras. Todos os fascículos preservam a capa da brochura.

Save