PRÍNCIPE COM ORELHAS DE BURRO (O)

14340-L1
  • 110,00 €


RÉGIO (José).— O PRÍNCIPE COM ORELHAS DE BURRO. História para crianças grandes. Editorial "Inquérito", Limitada. Lisboa. (1942). 12x19 cm. 350-II págs. E.

“(...) Quando diz no Príncipe com orelhas de burro que os poetas, os artistas em geral, não devem temer a sinceridade pois é-lhes disfarce bastante a roupagem inevitável da forma, considera que esta existe de «per si», sem íntima conexão com o conteúdo?

— Não, não creio que na verdadeira criação artística a forma exista de per si, ou sem íntima conexão com o conteúdo. Realizar uma obra de arte é, exactamente, dar forma. O que digo (suponho) em O príncipe com orelhas de burro, é que só o leitor ou contemplador humanamente afim do artista – o parente, digamos – compreenderá certas suas confissões: entrará à intimidade e profundeza da sua obra. O público vulgar não passará da aparência; isto é, do que poderemos chamar a exterioridade formal, mas num significado já diminuído deste qualificativo. No meu entender, tanto mais satisfatória é uma realização artística, quanto mais íntima for a já aludida conexão entre o que chamamos forma e o que chamamos conteúdo (...)” — Colóquio com José Régio, por Joaquim Correia em Artes-Letras-Ciências, Suplemento do nº254 do “Litoral, Setembro 1959.

Edição original de uma das mais estimadas obras em prosa de José Régio.

Encadernação  em inteira de pele de porco, com gravação a laser na pasta da frente e a ouro velho na lombada. Preserva as capas da brochura.