TINTIN - COLECÇÃO COMPLETA

17923-001
  • 1.250,00 €


TINTIN.— Directores: Dinis Machado e Vasco Granja. (1968-1982). 19,5.28 cm. 25 vols. Enc. e restantes em brochura.

“Prezados e jovens amigos:

Aqui está o TINTIN, com o «Tintin» própria mente dito, o «Asterix», o «Lucky Luke», o «Michel Vaillant», o «Dan Cooper», o «Ringo» e outros heróis de várias características, além de acontecimentos e -figuras da História de Portugal. A revista, que é semanal, foi estudada para vocês, jovens portugueses, naturalmente interessados no fascínio das «histórias aos quadradinhos», com toda a sua expressão de entretenimento e cultura.

Assim, a revista TINTIN é uma selecção rigorosa dos melhores desenhadores e dos melhores «contadores de histórias» de um género que todas as camadas jovens (e aqui entenda-se jovens de idade e de espírito, dos 7 aos 77) de qualquer parte do Mundo, apreciam particularmente.

Com a apresentação da revista, lançamos também algumas perguntas:

— Gostam de TINTIN?

— Acham bem a escolha dos heróis?

— Qual é a vossa opinião sobre o aspecto gráfico?

— Têm algumas sugestões a fazer?

Respondam-nos. Discutam o «problema TINTIN» com os amigos e com os pais e depois digam-nos o que pensam. O vosso parecer interessa-nos muito, porque a revista é para vós.

Manteremos esta secção em todos os números para esclarecimentos e trocas de pontos de vista, que poderão ajudar o TINTIN a ser cada vez melhor. E...

ATÉ PARA A SEMANA “ — retirado do Editorial.

 

Publicação da edição portuguesa que teve início em 1 de Junho de 1968 e terminou em 20 de Outubro de 1982 (nº21/15º ano), e mostrava o melhor da banda desenhada franco-belga, vindo o nome do herói da BD belga, Tintin, o repórter criado por Hergé em 1929. Publicada semanalmente, continha diversas rubricas, entrevistas e artigos que permitiam aos leitores portugueses aprofundar os seus conhecimentos em Banda Desenhada.

Primeiramente propriedade da Livraria Bertrand (até 1974) e posteriormente da Livraria Internacional-Porto, (até ao final 1982), esta revista, a cores, publicou todas as histórias do Tintim.

Entre os seus autores estão os nomes de Jorge Relvas, José Ruy, Dinis Machado, José Garcês, Augusto Trigo e Jorge Magalhães.

“(...) Dinis Machado e Vasco Granja, os dois directores mais conhecidos da revista, tinham a sorte de, à falta de concorrência (não desfazendo do “Mundo de Aventuras”) poderem sorver de todas as revistas estrangeiras; assim, a qualidade da revista, ao longo dos seus 14 anos de existência, é impressionante: publica o melhor de “Spirou” e o melhor da “Pilote”, sempre com a última página dedicada ao herói que nomeia a revista. Publica também autores portugueses (Carlos Roque, por exemplo, que chegou a publicar na “Tintin” belga) e adapta algumas das séries históricas, com maior ou menor pertinência (o caso Dreyfus em Banda-desenhada, por exemplo, devia interessar mais ao público francês do que ao português) (...)”.— retirado de Observador.

COLECÇÃO COMPLETA. Os números encontram-se encadernados até ao nº26, a partir do nº 27 de 15.11.1980 encontram-se em brochura. De referir que há algumas gralhas de numeração como por exemplo o nº2 de 23.5.1981 diz pertencer ao 13º quando na realidade do 14º ano, ou o nº52 de 9.5.1981 que vem na capa como pertencente ao 14º ano quando, na verdade, é do 13ºano (gralhas fáceis de detectar seguindo não a numeração, mas a data). Inclui ainda os 5 NÚMEROS DAS EDIÇÕES ESPECIAIS ANUAIS, não numerados mas datados de 1974 A 1978.