INQUIETAÇÃO E O FIM TRÁGICO DE ANTERO DE QUENTAL (A)

INQUIETAÇÃO E O FIM TRÁGICO DE ANTERO DE QUENTAL (A)

20470-L2
  • 23,00 €


MORAES (Carlos Dante de).— A INQUIETAÇÃO E O FIM TRÁGICO DE ANTHERO DE QUENTAL. Edição da Livraria do Globo. Porto Alegre. (1939). 13x19 cm. 151-III págs. B.

“Quem abre o In Memoriam de Anthero de Quental depara dois retratos do poeta, duas mascaras expressivas, que contrastam pela distancia no tempo e a expressão psychologica. Data o primeiro de 1864: é Anthero aos vinte e dois anos, talvez pouco antes da formatura. O segundo, de 1887, fixa o semblante de um homem, precocemente velho, aos quarenta e cinco annos. Si aquelle representa o sol em plena ascenção matinal, este suggere um crepusculo triste, ao qual vae seguir-se a noite mais negra (...)”.— retirado de O Predestinado.

Do índice: I - O Predestinado; II - O paladino da Liberdade e da Justiça; III - A firmeza moral de Anthero e a curva caprichosa do seu temperamento; IV - A doença geradora de pensamento e poesia; V - Villa do Conde, caminho da serenidade; VI - As tendencias mysticas e o philosopho; VII - O buddismo de Anthero; VIII - O aniquilamento da Esperança e o Nada.

Capas da brochura com manchas de acidez, próprias do papel. Pequena rubrica de posse no canto superior esquerdo da página 100.