ARTISTAS MECÂNICOS NA CONSTRUÇÃO DO IMPÉRIO

ARTISTAS MECÂNICOS NA CONSTRUÇÃO DO IMPÉRIO

20432-L2
  • 25,00 €


MATOSO (António G.).— OS ARTISTAS MECÂNICOS NA CONSTRUÇÃO DO IMPÉRIO. Edição do Grémio Nacional dos Industriais de Tipografia e Fotogravura. Lisboa. 1942. 17x24,5 cm. 46 págs. B.

“(...) De facto, quando o Infante D. Henrique sonhou a maravilhosa epopeia dos descobrimentos, (...) não recorreu apenas aos sábios, aos astrónomos, aos cartógrafos, aos matemáticos. — Foram as mãos rudes dos carpinteiros navais, que aperfeiçoaram as caravelas; foram as mãos calejadas dos calafates, que taparam as junturas das pranchas dos barcos e barcaças; foram as mãos duras dos ferreiros, que forjaram âncoras e cadeias; foram as mãos vigorosas dos cordoeiros, que torceram cabrestantes e amarras; foram as mãos seguras dos tecelões, que juntaram, urdiram e taparam o pano das velas (...)”.— retirado da página 9-10.

“Conferência realizada no dia 9 de Maio de 1942, por ocasião da ‘Semana das Colónias’ e inauguração da Sala do Ultramar Português, na Escola Industrial do Infante D. Henrique”.